sexta-feira, 24 de junho de 2011

Amamentação Saudável






O leite materno é o alimento ideal e mais completo, pois contém todos os nutrientes necessários nos primeiros 6 meses de vida, garantindo o melhor crescimento e desenvolvimento do bebê. Além disso, protege contra doenças, principalmente diarréia, alergias e infecções.

Proporciona mais segurança pela troca de carinho com a mãe, fortalecendo o vínculo mãe – bebê.
Sugar o peito contribui para que o bebê tenha dentes bonitos, estimula reflexos importantes, contribuindo para um bom desenvolvimento da fala e uma boa respiração.


Vantagens para a mãe:

- Reduz o sangramento após o parto e as chances de desenvolver anemia.
- Diminui a ocorrência de diabetes e cânceres de mama, ovário e útero.
- Reduz a ocorrência de fraturas ósseas por osteoporose.
- Método contraceptivo natural.

Recomendações:

- O aleitamento materno deve ser exclusivo e por livre demanda do bebê por 6 meses e pode ser continuado até o 2º ano de vida ou mais, se a mãe e a criança assim o desejarem.
- Não há necessidade de oferecer água, chá, nem suco, mesmo nos dias mais quentes do verão. O leite materno contém todo o líquido necessário.
- após o 6º mês, outros alimentos serão introduzidos, sempre com orientação do pediatra.

Anatomia da mama

Cada mama é constituída por um conjunto de alvéolos, como se fossem “cachos de uvas”, responsáveis pela produção de leite, que é armazenado em depósitos situados abaixo da aréola.
Durante a gravidez
As mamas aumentam de tamanho, a aréola fica mais escura, e as glândulas  aumentam, a pele parece mais fina e as veias mais visíveis. O sistema de ductos (canais) aumenta e diferencia-se assim como os alvéolos, lóbulos e lobos.

Preparo das mamas

- não passe cremes, sabonetes ou loções.
- A exposição ao ar livre e ao sol da manhã é bastante saudável e deve ser praticada sempre que possível.
Produção de leite
- não existe leite fraco: seu leite é o alimento ideal para seu bebê.
- toda mãe é capaz de produzir leite: a sua tranqüilidade é fundamental para facilitar a saída do leite.
- é a sucção do bebê que desencadeia e mantém a produção de leite, portanto, quanto mais o bebê sugar, mais leite será produzido.

Colostro

- Logo após o parto, as mamas parecem flácidas, saindo pequena quantidade de leite chamado colostro, de cor amarelada e transparente.
- Apesar dessa pequena quantidade, o colostro alimenta e protege o bebê contra infecções nos primeiros dias, pois tem mais proteínas e anticorpos que o leite maduro, e ainda, estimula o intestino da criança a se desenvolver.
Apojadura
- após alguns dias, ocorre a descida do leite ou apojadura: as mamas ficam mais cheias e endurecidas e produzem grande quantidade de leite.
- no início, a quantidade de leite produzida é maior que a necessidade da criança. È recomendável que o leite excedente seja retirado por ordenha manual.

Oferta

- inicie a mamada pelo peito em que terminou a anterior.
- procure fazer com que o bebê esvazie essa mama. Só depois ofereça a outra.
*no início da mamada, o leite é mais diluído (“aguado”) e, no final, mais amarelado e rico em gorduras (tem mais calorias). Portanto, se a mamada for interrompida após certo tempo (10 ou 15 minutos), para mudar de peito, o bebê não receberá o leite mais consistente do final da mamada. Provavelmente, chorará mais vezes e você irá pensar que o seu leite é fraco. A dica, é sempre fazer com que o bebê receba o leite posterior, o que acontece quando ele mama de cada lado sem limite de tempo.

Posição adequada para amamentar

- escolha uma posição confortável, com apoio para seus braços, costas e pés. Travesseiros ou almofadas podem ajudar.
- coloque o bebê de frente para você, de modo que o corpo e a cabeça fiquem alinhados, e encoste o corpo dele no seu (barriga com barriga).
- observe se o queixo do bebê permanece encostado no peito.
- aconchegue o bebê: envolva a cabeça e o corpo com o seu braço, de modo que a cabeça do bebê fique apoiada na dobra do seu cotovelo.
- para que o bebê abocanhe o seio, use o polegar e o indicador, como se fosse a letra “C”.
- ao final da mamada, se o bebê não largar sozinho o peito, coloque o seu dedo mínimo suavemente no canto da boca, que ele soltará o mamilo sem machucá-lo.
- após cada mamada, levante o bebê apoiando a cabeça dele até ele arrotar.





Cuidados com a mama

- as mamas não devem ficar pendentes, por isso a dica é usar sutiã de algodão próprio para amamentação, com alças largas, para mantê-las firmes e horizontalizadas.
- se o peito estiver cheio demais ou mesmo “empedrado”, alguns cuidados precisam ser tomados. O primeiro é massageá-lo com a mão espalmada, em movimentos circulares em toda a mama. Na região da aréola, a massagem produz mais efeito se realizada com dois dedos (indicador e médio). Depois da massagem o passo a seguir é esvaziar parcialmente a mama através da ordenha manual.
- se houver rachaduras use o próprio leite para curá-la, evite passar pomadas, cremes, gel.

Conservação do leite

- temperatura ambiente: até 6 horas
- geladeira comum: 24 horas
- freezer: até 20 dias
- descongele e aqueça em água morna (banho Maria desligado) apenas a quantidade que o bebê costuma tomar.
- o leite aquecido que sobrar deve ser despresado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário